João Dória

Há quem esteja impressionado com este começo de mandato do prefeito João Dória. Logo no primeiro dia, se vestiu de gari com alguns secretários para varrer a Praça 14 Bis. Depois, criou uma parceria com empresas privadas com a intenção de melhorar as condições dos albergues da cidade. Porém, em contrapartida, voltou atrás em sua promessa de zerar a fila das creches ainda em 2017, de congelar o salário de servidores municipais entre outros pontos que você pode verificar clicando aqui.

Enfim… na humilde opinião deste que vos escreve, torço mesmo que este sujeito execute a melhor gestão possível nos próximos 4 anos! Porém acredito que voltar atrás em promessas de campanha são uma puta picaretagem com a população que o elegeu. Pior! O eleitor/simpatizante do Dória deveria ter o mesmo tipo de postura criticando tal atitude pois, por exemplo, os pais das crianças que contavam com o fim das filas das creches para este ano terão que, possívelmente em alguns casos, desistir de sair de casa para trabalhar para ficar com seus filhos.

Claro que também é de se admirar a parceria feita com empresas privadas para melhorar os albergues da cidade. Porém qual foi o critério/processo para escolha dessas empresas? Houve licitação caso tenha algum custo? Se não tem custo, o que será dado em troca? É isso que o cidadão deveria também perguntar.Outra coisa que achei bacana foi a visita surpresa feita em unidades da prefeitura, e a visita feita a uma UBS em Sapopemba. Diante do atual cenário, isso transmite a impressão positiva de que o prefeito está checando se os serviços estão funcionando como devem funcionar.

Outra coisa: sem esse lance escroto de situação/oposição se engafinhando diante dos feitos/desfeitos do prefeito! O cidadão de bem quer o bem para todos ao invés desejar esse bem apenas para uma minoria. O cidadão de bem, que quer o bem comum, quer saber nos mínimos detalhes para onde vai os recursos municipais. Ele também exige saber, em detalhes, como que funcionará as parcerias que serão feitas com a iniciativa privada. E ele também tem o direito de criticar o prefeito diante do não cumprimento de suas promessas eleitorais, afinal, antes de ser eleito, partimos do pressuposto que o Dória ‘estudou’ sobre a cidade, que conversou com líderes e que tinha ideia do que poderia ou não ser feito pela cidade (ele tem muita gente influente por trás para essa tarefa). Não precisa sair pela cidade vestido de gari (acho isso bem forçado/desnecessário), apenas cumpra com a obrigação perante a cidade/população.

No mais, outra vez, desejo toda sorte e sucesso do mundo neste mandato.

Anúncios

2016…

Ano que muita gente morreu (todo ano morre gente), ano que pretendi correr uma maratona, comprar um X-Box One, fazer um upgrade no PC, viajar pra fora do país, prestar FUVEST, adotar um cachorro, pedalar mais, sossegar mais, ficar mais em casa, ler mais (e olha que já leio muito), ser mais resiliente, ceder mais.

Para 2017, espero que os objetivos não sejam 100% os mesmos de 2016. Se bem que esse lance do ano novo, de tudo novo, sempre foi uma baita de uma parada comercial. Enquanto os pulmões estiverem com o seu ciclo em pleno funcionamento, o momento certo sempre será agora mesmo!

Crônicas de Narshe – Ep. 1

Parecia ser mais um dia comum em Narshe, uma Vila pacata com pouco mais de mil habitantes tendo a maioria de seus habitantes vivendo da agricultura. Aos olhos do humano ladino Murdock e o anão patrulheiro Morgran o chamado do Lorde Gumberg não parecia grande coisa até saberem que as caravanas mercantes estavam sendo saqueadas ao redor da Vila e isso requereu uma investigação mais profunda dos aventureiros. Foi aí que descobriram, em um antigo casarão há 20 quilômetros de Narshe, que um grupo de Kobolds era o responsável pelos ataques.

hotel-radio-500x332

Morgran: Precisamos avisar os demais, Murdock! Não sabemos quantos podem ser.

Murdock: Tem razão. Vamos voltar a Narshe o mais rápido possível!

Os dois retornam para Narshe certos de que era necessária uma resposta rápida contra aquele grupo de Kobolds…

Galaxy Note 7

Poxa… fiquei sabendo que por conta dos novos incidentes envolvendo o Galaxy Note 7 (lembram do recall?), a Samsung decidiu suspender a fabricação e a venda do aparelho. Mesmo com o recall, houve novas explosões nos aparelhos considerados ‘seguros’ e, acho que numa manobra para proteger a marca, a Samsung decidiu ‘matar’ de vez o modelo.

10094734728031

Pra nós, usuários, é uma péssima notícia. Pra Samsung, baita prejuízo…

As dificuldades do RPG

Foto: Internet

Quem aí joga RPG? Quem tá querendo jogar RPG? Quem quer aprender a jogar RPG? Enfim…

Quem jogou RPG antes da internet viralizar sabe do que estou falando! Reunir os amigos em casa ou em algum lugar, carregar lápis, borracha, preencher fichas xerocadas, rolar os dados, imaginar a história, interpretar o personagem, bater em monstrinhos… por aí vai!

Acontece que hoje, mesmo com a internet encurtando a distância, esbarramos no tempo livre. Minha mesa tem, teoricamente, 5 jogadores e todos tem os seus compromissos e suas prioridades, eles não ‘garoteiam’ a mesa (assim espero hehehe). Domingo seria o dia da sessão, o dia que a porra toda acontece, saca? Mas o tempo e seus imprevistos sempre pregam peças na gente… imagina preparar a aventura durante a semana e, no dia da sessão, faltar alguns jogadores?! É foda!!

Quando você vai ficando velho, tem a família pra cuidar, tem a faxina em casa, tem a garotada, tem o cachorro, tem aquela parede pra pintar… as responsabilidades da fase adulta são uma bicuda no saco, rs.

Como que faz pra sessão rolar daquele jeito que rolava quando a escola e o futebolzinho eram coisas agradáveis? Qual o macete de vocês?

Cheers!!

A Legião Urbana…

07_mini
Crédito: legiaourbana.com.br

Lembro bem de quando eu era criança/adolescente e não suportava as músicas da Legião Urbana. Minha mãe, uma apaixonada por música também, ficava cantando trechos da ‘Eduardo e Mônica’ e aquilo me dava nos nervos!! Associando que um dia ia ter uma Mônica na minha vida em uma época em que eu me dedicava ao ‘Clube do Bolinha’, ou seja, menina não entrava mesmo (tirando a Glauce que sempre foi uma amizade diferente)!! Só queria saber de jogar bola na rua, brincar de carrinho e todas essas coisas de menino.

Lembro-me também dos hits nas rádios, de chamadas na TV, de clipes… muita gente gostava da Legião Urbana e eu, naquele tempo, com 9, 10, 11 anos, gostava de Michael Jackson, das modinhas dos ‘Engenheiros do Havaí’, ‘New Kids On The Block’ e escutava muito a Jovem Pan (7 melhores, Ritmo da Noite). Realmente não tava nem aí pra Legião Urbana e aquele bando de fã doido que chorava com algumas músicas. Eu ainda detestava Legião Urbana com muita força!!

Fui fazendo novas amizades e conhecendo mais música! Veio o Sepultura, Pantera, Metallica e os ‘pop rock’ da vida. Veio o Oasis, passei a olhar as meninas com outros olhos e eu ainda detestava Legião Urbana.

Aí num final de semana, lá na casa desses novos amigos, o Tim, percebi que ele ouvia Legião Urbana (pra caralho por sinal)! Na hora eu comecei a questionar o motivo d’ele ouvir aquela droga e ele rebateu perguntando o motivo d’eu não ouvir Legião Urbana. Veio o Massimo depois, outro que ouvia Legião Urbana até cansar. Quando juntávamos nós 3 na casa dele ou do Tim, sempre vinha o debate sobre meu gosto por Legião Urbana… que eu julgava sem ouvir (realmente não conhecia nada mesmo), que deveria prestar atenção nas letras e blá blá blá. Enfim! Só lembro que levei o  cd pra casa, aquele ‘Mais do Mesmo’ , sabe (o Tim não emprestava aquela porra pra ninguém neeeeem a pau!!)? Dias depois já estava cantando as músicas e achando a Legião uma das bandas mais fodas que já ouvi, por sinal, ainda acho! Apesar de ser um baita clichê, associava as letras das músicas a momentos da vida e cantava junto com os amigos…

Legião Urbana… daqui uns dias, completará 20 anos que acabou por conta da morte do Renato Russo. Lembro bem da repercussão de sua morte e tudo o mais (quando ele morreu, eu detestava a banda) e nem liguei, eu era novo e não tinha muita noção dessas coisas. E essa foi a forma como conheci e passei a adorar a banda e suas músicas. Minha música preferida? Difícil essa… acho que ‘Se Fiquei Esperando o meu Amor Passar’. Ou quem sabe ‘Eu Era um Lobisomem Juvenil’… ou ‘Vinte e Nove’? Não sei! Passo essa.